Shopping in Milan

Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan Shopping in Milan

Continuando a falar-vos sobre a minha experiência em Milão, tinha que dedicar um post às compras. Milão é uma capital da moda e isso sente-se bem nas ruas. Senti ali o mesmo que em Paris, as pessoas andam arranjadas, preocupam-se com a aparência, há muita gente bonita em todo o lado. E se em Paris isso se intensificou no caso das mulheres, em Milão também os homens dão nas vistas. É sem dúvida uma cidade que transpira elegância! Se gostam muito de moda como eu, e pensam visitar Milão, não sejam ingénuos ao acreditar que vêm de lá sem sacos novos na mala… isso não é possível! Sigam o meu conselho: reservem um plafond para umas comprinhas. É muito fácil perdermo-nos de amores com tantas lojas maravilhosas e no meio de tantas montras apelativas.
Antes de ir já tinha um plano traçado, e marcadas no mapa as lojas que não podia perder. Haverá muito mais, certamente, mas estes são os meus destaques para uma primeira visita a esta cidade italiana. Anotem bem:

Galleria Vittorio Emanuele II – Em primeiro lugar é impensável em Milão não passar pela Galleria Vittorio Emanuele II (mesmo ao pé do Duomo). A arquitectura é maravilhosa, uma impressionante construção coberta por uma estrutura de ferro com cúpulas de vidro, desenhada por Mengoni em 1861 e inaugurada em 1877. A planta é em cruz e une a Piazza del Duomo à Piazza della Scala. O chão é lindíssimo, com uma representação dos 12 signos do zodíaco. Podemos dizer que foi um dos primeiros “centros comerciais” do mundo. Um espaço luxuoso com lojas como Prada (esta loja Prada foi a primeira da marca, por isso tem um significado ainda mais especial) e Louis Vuitton.

Quadrilatero D’Oro – Depois, ali bem perto, temos a zona dourada das compras em Milão. Um quadrilátero formado pela Via Monte Napoleone, a Via Manzoni, a Via della Spiga e o Corso Venezia, onde os mais prestigiados nomes da moda italiana e internacional se juntam: Miu Miu, Gucci, Armani, Lanvin, Valentino… enfim, vocês conhecem a lista. As ruas são muito bonitas, as montras deliciosas, é impossível não ficarmos maravilhados. Há também muitas marcas locais, como a Sermoneta Gloves, uma loja de luvas de couro vindas de Roma e feitas à mão há mais de 37 anos. Fez-me lembrar a nossa Luvaria Ulisses, numa versão “à Italiana”. Mas foi no número 6 do Corso Venezia que o meu coração bateu mais forte. Tinha chegado à loja que mais queria ver nesta zona: a Red Valentino. Sou completamente apaixonada por esta marca, com todo o seu universo romântico e girly que me assenta na perfeição, por isso não ía perder a oportunidade de ver pela primeira vez de perto, as peças que tanto adorava. Entrar nesta loja é verdadeiramente entrar num mundo encantado. A beleza está por todo o lado, desde as próprias peças, aos lustres que brilham, às decorações temáticas relacionadas com cada colecção, aos provadores, completamente revestidos com as ilustrações que a marca costuma apresentar nos seus lookbooks, tudo é mágico! Foi mesmo de lá que trouxe o primeiro souvenir desta viagem, não podia ter sido mais perfeito!

10 Corso Como – o próprio endereço dá nome a esta concept store inaugurada em 1991 por Carla Sozzani (irmã de Franca Sozzani). Por lá encontram moda, design, uma livraria, uma galeria de arte, um café-restaurante e até um pequeno e exclusivo hotel de apenas 3 quartos. Não fiquem intimidados pela entrada, tem uma espécie de corredor donde se avista primeiro a esplanada do restaurante, mas continuem, a loja surgirá à vossa frente no lado esquerdo, em todo o seu esplendor. É linda e bastante grande, repleta de peças originais, mais irreverentes e alternativas. Uma curadoria muito especial, faz deste um lugar imperdível para os amantes de moda. Foi de lá que trouxe o meu segundo (e último) souvenir.

Wait and See – Por fim destaco o número 14 da Via Santa Marta, não muito longe da Piazza del Duomo, a loja Wait and See. Esta estava marcada no meu mapa mas infelizmente não cheguei a visitar, fica para a próxima. Contudo não queria deixar de falar nela porque acredito que valerá mesmo a pena a visita. A loja é um reflexo da personalidade da sua proprietária, Uberta. É ela quem escolhe com muita atenção cada peça que ali é vendida. Criações de designers italianos, belgas, ingleses e de outras nacionalidades (muitas com venda exclusiva em Milão), a par de peças em segunda mão. Tive pena de não passar por lá, mas o tempo nem sempre dá para tudo. Já tenho uma boa desculpa para voltar a Milão!

 

Continuing to tell you about my experience in Milan, I had to dedicate a post to shopping. Milan is a fashion capital and it feels on the streets. I felt the same there as in Paris, people are beautiful, they are concerned about their appearance. And if in Paris it was intensified in the case of women, in Milan men also call attention. It’s certainly a city that exudes elegance! If you are very fond of fashion like me, don’t be naive and think you’ll resist shopping… It’s not possible! It’s so easy to get lost with so many wonderful shops.
Before going I’ve already had a plan and marked on the map the stores I couldn’t lose. There are much more, certainly, but these are my highlights for a first visit to this Italian city. Take note:
Galleria Vittorio Emanuele II – you must visit Galleria Vittorio Emanuele II (right next to the Duomo). The architecture is wonderful, an impressive building covered by an iron frame with glass domes, designed by Mengoni in 1861 and inaugurated in 1877. The plan is a cross and connects Piazza del Duomo to Piazza della Scala. The floor is beautiful, with a representation of the 12 zodiac signs. We can say it was one of the first “shopping centers” of the world. A luxurious space with stores like Prada (this Prada store was the first of the brand, so it has an even more special meaning) and Louis Vuitton.
Quadrilatero D’Oro – This is the golden zone of shopping in Milan. A quadrilateral formed by the Via Monte Napoleone, Via Manzoni, Via della Spiga and Corso Venezia, where the most prestigious names of Italian and international fashion join: Miu Miu, Gucci, Armani, Lanvin, Valentino… well, you know the list. The streets are very beautiful, the storefronts delicious, it’s impossible not to get stunned. There are also many local brands such as Sermoneta Gloves, a shop of leather gloves coming from Rome and handmade for over 37 years. But it was at number 6 of Corso Venezia that my heart beat faster. There was the store that I most wanted to see in this area: Red Valentino. I’m completely passionate about this brand, with all its romantic and girly universe that suits me perfectly, so it was a must go for me. Enter this shop is truly entering an enchanted world. Beauty is everywhere, from the clothes themselves, to the shining chandeliers, themed decorations related to each collection, the dressing rooms, completely covered with the brand graphics that usually appear in their lookbooks, everything is magical! I bought my first souvenir there, it couldn’t have been more perfect!
10 Corso Como – the address gives name to this concept store opened in 1991 by Carla Sozzani (Franca Sozzani’s sister). There you’ll find fashion, design, a bookstore, an art gallery, a restaurant and even a small exclusive hotel with only 3 rooms. Don’t be intimidated by the entrance, it has a sort of hallway from where you’ll first see the terrace of the restaurant, but continue, the store will appear in front of you on the left, in all its splendor. It’s beautiful and quite large, filled with more irreverent, original and alternative pieces. A very unique selection, makes this a special place for fashion lovers. There I brought my second (and last) souvenir.
Wait and See – Finally I highlight the number 14 of Via Santa Marta, not far from the Piazza del Duomo, the store Wait and See. This was marked on my map but unfortunately I didn’t get to go there, maybe next time. However I had to mention it, because I believe it will be worth the visit. The store is a reflection of its owner’s personality, Uberta. She’s the one who chooses carefully each piece that is sold there. Creations by Italian designers, Belgian, British and other nationalities (many with exclusive sale in Milan), paired with second hand clothes. I was sorry not to go there, but time was short. Now I have a good excuse to go back to Milan!
Queridos leitores, peço alguns minutos do vosso tempo, para responderem a umas questões sobre a vossa relação com os blogs em geral, e o From Someone in Love em particular. A vossa ajuda é importante para mim. Muito obrigada!
* * *
Dear visitor, I want to ask you a few minutes of your time, to answer some questions about your relationship with blogs in general, and From Someone in Love in particular. Your help is important to me. Thank you so much!

Responde ao formulário aqui. / Answer the survey here.